Ata da Assembléia Geral Ordinária do SINTEST-BA/UEFS 06/12

Ata da assembléia ordinária dos técnicos estaduais da Universidade Estadual de Feira de Santana, realizada aos seis dias de dezembro de dois mil e onze, na sala de treinamento do RH, no CAU III da UEFS para tratar da seguinte pauta 1) Informes; 2) Servidores Técnicos Lotados na Biblioteca; 3) Participação dos técnicos nos Conselhos Departamentais e Peso do Voto; 4) O que ocorrer. A assembléia foi presidida pelo Coordenador, que iniciou  às nove horas e trinta minutos em segunda convocação, onde seguiu com os informes, a servidora Conceição comunicou sobre a questão do Departamento de Biologia, onde de certa forma há uma falta de legitimidade nas eleições do Departamento. Foi comunicado sobre os acontecimentos na ultima reunião do fórum das doze, também avisou da questão da participação dos servidores técnicos da UEFS no Fórum Estadual de Educação, e da participação do Fórum das Entidades, na tentativa de unir todos os sindicatos. Informou que no ano de dois mil e doze estão sendo planejados dois seminários e a questão do Natal do Servidor, passada a palavra para os servidores presentes para esclarecimento de duvidas, a servidora Maria José Sampaio alerta à respeito das eleições do CONSU, e suas duvidas são esclarecidas. Dando segmento ao ponto dois da ata foi discutido a questão dos Servidores Técnicos Lotados na Biblioteca, onde foi colocado que essa problemática já é antiga, onde esse grupo de servidores da biblioteca que estão insatisfeito já é o quarto grupo, passou-se a ler o manifesto elaborado pelos servidores da biblioteca, a categoria decidiu que esse documento iria ser encaminhado para a administração da Universidade. As servidoras Maria José Sampaio e Conceição apresentaram suas duvidas, onde foram esclarecidas. Então Conceição comunica que esse manifesto já serviu para esclarecer muitas duvidas. A servidora Roquidéa alertou a respeito da mudança de nomenclatura dos cargos relacionados a biblioteca, e lembrou que ela já tinha avisado que isso iria gerar problemas. Deibson explica sobre a questão da terceirização, e avisa que ficou decidido que a biblioteca não poderia ter funcionários terceirizados. O servidor Josué expõe seus argumentos, onde ele demonstra que esse problema já é antigo. Os servidores continuaram expondo os seus pontos de vistas. O servidor Joel sugere que se deixe os comentários de lado e passe para uma discussão do que deve ser feito, então a servidora Maria José Sampaio lança a proposta de enviar o manifesto ao reitor e marcar uma reunião com o mesmo juntamente com o SINTEST e o RH, e que os servidores digam ao Reitor tudo que foi dito na assembléia, e caso medidas não sejam adotadas para solucionar o problema aí sim os servidores devem paralisar as atividades. Deibson segue com os encaminhamentos, onde será marcada uma nova reunião com a administração da UEFS, e caso essa reunião não tenha os resultados esperados uma nova assembléia será organizada para buscar uma solução do problema. Foi dada a sugestão de que caso não se tenha os resultados esperados na reunião com a administração da universidade se entre com um aparato legal na justiça. A categoria também decide que será solicitado uma lista com o nome dos terceirizados, onde estão e o que fazem. No ponto três que é a questão da participação dos Técnicos nos Conselhos Departamentais e o Peso do voto, deliberou-se que irá ser feito um levantamento dos nove departamentos, onde vai procurar saber qual a participação dos funcionários técnicos, e será encaminhado um oficio solicitando à discussão da representação dos técnicos. A categoria chegou a conclusão de que primeiro se deve lutar pela representação dos técnicos e depois que conseguir alcançar esse objetivo aí sim deve-se lutar pela questão da porcentagem do voto. Deibson seguiu prestando os esclarecimentos das duvidas dos servidores presentes. Informou da volta para a UEFS dos processos de enquadramento que se encontrava na PGE, onde voltou para que a procuradoria jurídica da UEFS possa se manifestar para daí retornar a PGE para que possa ser dado um parecer final. E por ultimo comunicou da questão do Natal do Servidor que acontecerá no dia vinte de dezembro de dois mil e onze na UEFS, onde ficou deliberado que o SINTEST contribuiria com o pagamento da banda.  Tendo sido vencida a pauta, a reunião foi dada por encerrada. E para constar, eu Rafael dos Santos Gomes Estrela lavrei a presente ata, que após lida e aprovada será assinada por mim, e pelos legítimos representantes.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

sintest convida aniversariante